Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Os seguintes avisos ocorreram:
Warning [2] Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/noti/noticiasnaturais.com/mybb/inc/db_mysql.php(2) : eval()'d code:9) - Line: 1721 - File: inc/functions.php PHP 5.3.28 (Linux)
File Line Function
[PHP]   errorHandler->error
/inc/functions.php 1721 header
/inc/class_session.php 338 my_setcookie
/inc/class_session.php 75 session->load_guest
/global.php 55 session->init
/showthread.php 22 require_once
Warning [2] Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/noti/noticiasnaturais.com/mybb/inc/db_mysql.php(2) : eval()'d code:9) - Line: 1721 - File: inc/functions.php PHP 5.3.28 (Linux)
File Line Function
[PHP]   errorHandler->error
/inc/functions.php 1721 header
/inc/class_session.php 343 my_setcookie
/inc/class_session.php 75 session->load_guest
/global.php 55 session->init
/showthread.php 22 require_once
Warning [2] Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/noti/noticiasnaturais.com/mybb/inc/db_mysql.php(2) : eval()'d code:9) - Line: 1721 - File: inc/functions.php PHP 5.3.28 (Linux)
File Line Function
[PHP]   errorHandler->error
/inc/functions.php 1721 header
/inc/class_session.php 83 my_setcookie
/global.php 55 session->init
/showthread.php 22 require_once
Warning [2] Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/noti/noticiasnaturais.com/mybb/inc/db_mysql.php(2) : eval()'d code:9) - Line: 1721 - File: inc/functions.php PHP 5.3.28 (Linux)
File Line Function
[PHP]   errorHandler->error
/inc/functions.php 1721 header
/inc/functions.php 1783 my_setcookie
/inc/functions_indicators.php 42 my_set_array_cookie
/showthread.php 585 mark_thread_read
Warning [2] Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/noti/noticiasnaturais.com/mybb/inc/db_mysql.php(2) : eval()'d code:9) - Line: 1721 - File: inc/functions.php PHP 5.3.28 (Linux)
File Line Function
[PHP]   errorHandler->error
/inc/functions.php 1721 header
/inc/functions.php 1783 my_setcookie
/inc/functions_indicators.php 218 my_set_array_cookie
/inc/functions_indicators.php 48 mark_forum_read
/showthread.php 585 mark_thread_read



Shoyu e Missô Orgânicos Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais



Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 1 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
14-10-2013, 11:09 AM
Resposta: #1
Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
[Imagem: bullying.jpg]


Ao responder ao colega Ricardo T, sobre as relações familiares, achei que seria interessante trazer à discussão duas situações que afetam a auto-estima e a vida de todos nós, e quem sabe assim poder auxiliar pessoas que estão enfrentando, atravessando esses problemas. Separei dois artigos, de Andre Lima, que acho muito elucidativos.

[Imagem: banner%2Bbullying%2Bpr%2B%2BNOME.jpg]


As causas e consequências para a autoestima

Quando eu era criança era muito magrinho. Recebia apelidos como "ossada" e "esqueleto". Normalmente eram crianças mais velhas que faziam isso. Eu não sabia lidar, reagia muito mal, ficava agressivo e chorava muito. Minha mãe sempre dizia que se eu simplesmente não ligasse isso acabaria. Mas ainda demorei um tempo para amadurecer, aprender e por em prática esses conselhos que realmente serviram bem.

Durante a infância temos uma necessidade maior de auto afirmação e reconhecimento. Faz parte do processo de desenvolvimento emocional da criança, que precisa se sentir importante. A forma mais saudável de receber esse reconhecimento e suprir a maior parte da necessidade de auto afirmação da criança seria através da atenção, carinho e amor vindo dos pais.

Entretanto, a maioria do pais tem diversas dificuldades para suprir a carência dos filhos: falta de equilíbrio emocional, falta de tempo e não ter consciência de como tratar os filhos. Essas dificuldades vem da própria carência dos pais que não receberam atenção e amor o suficiente quando eram crianças. Sendo assim, dificilmente conseguirão dar para os filhos aquilo que não receberam.

Devido a essa deficiência de atenção, a criança se torna insegura e vai buscar outros meios menos saudáveis para se auto afirmar. A prática do bullying é uma maneira que muitas encontram para se sentirem melhores. Quando a criança rebaixa, humilha, coloca apelido em outras crianças mais "fracas", ela se sente temporariamente superior. Isso mascara superficialmente o vazio e carência que ela carrega. Em casos extremos, a criança pode se tornar extremamente agressiva e problemática, causando terror nos coleguinhas mais fracos.

Adultos também carregam problemas de autoestima e usam mecanismos para se sentirem superiores as custas dos outros. A prática do bullying é deixada de lado, pois não seria mais aceita socialmente. Para compensar, o adulto desenvolve a prática de falar mal dos outros, julgar e criticar, e em casos mais extremos, podem se tornar extremamente arrogantes e tratar mal outras pessoas consideradas mais fracas ou menos importantes. São tentativas ilusórias de nos fazer sentir acima dos outros; isso mascara temporariamente nossos sentimentos de inferioridade.

A criança que sofre o bullying normalmente também tem problemas de autoestima e por isso tem dificuldades de se defender ou de denunciar o problema para a escola e para os adultos responsáveis. Ela será também muito mais suscetível aos apelidos e outros tipos de bulliyng verbal reagindo de forma bem negativa. E quanto mais ela resistir, pior será. Uma criança com uma melhor autoestima terá reações mais tranquilas e não dará tanto alimento para a diversão dos que tentam se sentir superior a suas custas. Assim ela acaba não sendo a vítima ideal a ser escolhida pelos praticantes de bullying.

A criança que não recebe atenção e amor suficiente pode adotar comportamentos opostos. Tem aquelas que se tornam agressivas e partem para incomodar outras crianças, e tem aquelas que se tornam tímidas e frágeis e acabam virando a vítima do bullying. A criança pode também adotar os dois tipos de comportamento dependendo do ambiente onde ela se encontra.

Já fui vítima de bullinyg mas também já infernizei por diversas vezes outras crianças mais frágeis na infância e também na adolescência. Consigo lembrar de como me sentia na época, e como isso era fruto de uma insegurança e necessidade de afirmação.

É possível então perceber claramente como o bullying envolve um amplo problema de autoestima. Não sei como isso vem sendo tratado nas escolas de forma prática. Mas algo que ajudaria muito certamente, seria esclarecer para todos os envolvidos, ou seja, as crianças e as famílias, os mecanismos inconscientes que levam o problema a ocorrer. Se for tudo explicado em linguagem acessível, a criança tem condição de entender. Cartilhas, palestras, aulas sobre o tema ajudariam a concretizar esse propósito. Essas seriam providências mais amplas a serem tomadas.

Nos casos individuais, haveria a necessidade de se conversar com a criança e com sua família para expor com clareza e sem julgamentos as razões inconscientes que estão por trás do problema do bullying. Quando reconhecemos nossos comportamentos negativos e entendemos melhor de onde eles vem, fica mais fácil mudar.

As consequências emocionais do bullying não ficam somente na infância. O adulto cresce e ainda guarda as marcas emocionais do sofrimento vivido. Muitos não tem consciência disso. Entretanto, vários dos problemas que o adulto carrega hoje como medo de se expor, medo de ser julgado, vergonha do corpo e outras questões de autoestima, podem ter sido em grande parte gerados pelo bullying sofrido na infância.

Procure lembrar da sua infância e acessar as memórias dessa situações onde você sofreu humilhações, recebeu apelidos ou apanhou. Se essas lembranças ainda trouxerem emoções negativas como raiva, medo, humilhação, vergonha, tristeza e outras, esses sentimentos estão ainda no seu campo emocional trazendo insegurança e problemas na sua autoestima agora.

Sua reação hoje as situações que aparecem na sua vida é fortemente influenciada pela carga emocional que você acumula do passado. Cada situação atual, puxa um gatilho emocional de tudo que guardamos. Se houver muito conteúdo do passado, nossa reação será mais intensa. Tudo acontece automaticamente e de forma inconsciente.

Já atendi vários casos de adultos onde precisamos trabalhar essas memórias da infância, fazendo a limpeza emocional através da EFT para que a autoestima fosse recuperada. São memórias que as vezes parecem bobas para o adultos.

Muitas pessoas sentem até vergonha de entrar em contato com lembranças infantis e reconhecer que elas ainda trazem sofrimento. O adulto tende a negar e reprimir e dizer pra si mesmo que tudo aquilo é bobagem, que foi coisa de criança. Realmente, foi coisa de criança, mas não é bobagem. Enquanto não curar os sentimentos que ficaram ali marcados a autoestima sofrerá efeitos negativos.

Tem crianças que além de sofrerem o bullying na escola, sofrem com os irmãos em casa. Em casos extremos, tem pais que praticam bullying com os próprios filhos. As vezes até acham graça da reação da criança. Não tem consciência do mal que isso provoca. Provavelmente sofreram o mesmo de seus pais quando eram crianças e agora repetem o comportamento.


REJEIÇÃO
[Imagem: bullying.jpg]

O Poder da Rejeição

A rejeição é uma das coisas que mais afeta a autoestima. Ainda mais quando acontece durante a infância, fase em que estamos mais vulneráveis emocionalmente. É nessa fase que o ser humano aprende gradativamente a se amar através do amor que recebe dos pais e adultos importantes à sua volta.

O alimento vital para o fortalecimento da autoestima e amadurecimento gradativo da criança é o amor incondicional. Entretanto, quando a criança não recebe esse amor e/ou sofre rejeição, ela interpreta que não tem valor, que tem algo de errado dentro de si e por isso não é digna de receber amor. "Se nem meus pais me amam, só pode ser culpa minha por algum defeito que tenho". É essa a distorcida compreensão infantil.

A criança passa a desenvolver uma autorrejeição. Não amadurece emocionalmente de forma plena e carrega marcas de insegurança na sua autoestima que permanecem mesmo depois de se tornar adulta.

Como a maioria de nós não recebe amor incondicional de forma adequada e suficiente que consiga suprir a carência durante a infância, carregamos alguma dose de autorrejeição. O gatilho da autorrejeição é puxado todas as vezes que alguém nos rejeita. É como se, em algum nível, ainda estivéssemos tendo a mesma reação infantil de achar que não temos valor quando alguém demonstra ter ficado insatisfeito conosco. Por isso é que dói tanto ser rejeitado.

[Imagem: bullying.jpg]


Se estivermos plenamente amadurecidos emocionalmente, não ficaremos incomodados pelo fato de alguém não nos aprovar. Entenderemos que esse não é um problema nosso e ficaremos em paz. Ou seja, a nossa autoaprovação não dependeria da aprovação dos outros.

Buscamos a aprovação das outras pessoas para que nós mesmos possamos nos aprovar. Isso nos torna dependentes emocionais, como se ainda fôssemos crianças. Ao sermos aprovados por alguém, temporariamente sentimos um bem-estar que encobre a nossa insegurança. A partir daí, buscamos mais e mais aprovação para que possamos sentir esse alívio, como se fosse um vício.

É por causa desse mecanismo que muitas pessoas se relacionam de uma forma que parece totalmente irracional com alguém que as rejeita. Para quem olha de fora é muito fácil julgar e dizer para um familiar ou amigo que ele deve se afastar de uma determinada pessoa que só lhe causa sofrimento através da rejeição. Só que esse comportamento não é guiado pela parte racional.

[Imagem: ladiabetes-es-tambien-causa-de-bullying-...cuelas.jpg]


Quem age dessa forma está viciado em tentar a buscar a aprovação de quem lhe rejeita, pois enquanto não ganha essa aprovação, sente que não tem valor. É uma forma infantil de se comportar que normalmente a pessoa não enxerga. Ela apenas sente um impulso de buscar a aprovação do outro, que muitas vezes só lhe dá algumas migalhas e a rejeita na maior parte do tempo. Esse é o caso de algumas mulheres que entram e permanecem em relacionamentos com homens que as traem e maltratam.

É possível também observar filhos adultos que desenvolvem esse tipo de relacionamento com os pais. Sempre são rejeitados, mas continuam fazendo tudo por eles na esperança infantil de serem aprovados em algum momento.

A rejeição tem o poder de minar a autoestima de forma tal, que as pessoas ficam escravizadas buscando aprovação incessante até mesmo de quem nunca será capaz de lhes dar. Ficam presas na ilusão de que só podem sentir seu próprio valor quando alguém lhe der valor. O impulso em buscar essa aprovação é tão forte quanto o impulso do dependente químico pela droga.
[Imagem: Bully1.jpg]

Críticas, comparações negativas, abandono, perda de pessoas importantes, abuso psicológico, físico e sexual, bullying, indiferença, traições e decepções; tudo isso pode gerar sentimentos de rejeição. Quando essas coisas acontecem na infância, os danos à autoestima são maiores devido à imaturidade da criança. E quando a criança ficar adulta, terá bem mais dificuldade de lidar com novos episódios de rejeição. A dor sentida no momento é sempre somada às feridas que ficaram da rejeição do passado, amplificando o sentimento.

Certa vez vi em um programa de televisão que uma senhora entrou em depressão depois de ter sido traída pelo marido. Já havia se passado dez anos do fato e ela já estava casada com outra pessoa. Entretanto, a depressão ainda permanecia.

O evento da traição certamente despertou nela a sensação de não ter valor. Entretanto, um adulto que tenha uma autoestima mais fortalecida jamais desenvolveria uma depressão por tanto tempo depois de evento como esse. Provavelmente, é alguém que carrega marcas de rejeição lá da infância, seja de forma consciente ou inconsciente. O evento da traição deve ter reforçado e trazido à tona toda essa carga emocional.

Entender e descobrir o poder que tem os eventos de rejeição na nossa vida é importante. Entretanto, o fundamental é dissolver esses sentimentos para que possamos ficar em paz.

André Lima

* André Lima é psicoterapeuta da EFT - Emotional Freedom Techniques (Técnica de Libertação Emocional) – também chamada de “Acupuntura Emocional sem Agulhas”. A técnica se baseia em descobertas realizadas pelo Dr. Roger Callahan, PhD, psicólogo norte americano que também é estudioso de acupuntura e cinesiologia aplicada.

http://www.eftbr.com.br/artigos.asp
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a ASPIRINA pelo seu post:
Desbravador (14-10-2013), keylla_marina (15-10-2013), Mediador (14-10-2013), sleber (14-10-2013), snoop_dogg10 (14-10-2013), Viúva Negra (14-10-2013)
Óleo de Coco Extra Virgem pelo menor preço é na Tudo Saudável
14-10-2013, 08:45 PM (Resposta editada pela última vez em: 14-10-2013 08:47 PM por edintellectus.)
Resposta: #2
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
o bully vem da piramide de poder
[Imagem: piramide+social.jpg]
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a edintellectus pelo seu post:
ASPIRINA (15-10-2013), Guinaldo (15-10-2013), Kaboom (15-10-2013), sleber (14-10-2013), T.G (15-10-2013)
14-10-2013, 09:16 PM
Resposta: #3
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Eu já sofri quando era criança, a minha família não tinha muito recursos na época, mesmo assim meu pai fazia questão que eu estudasse em uma escola particular, daí já viu, os outros alunos sempre implicavam comigo, principalmente por causa das roupas que eu usava, apesar de usar uniforme, eu sempre repetia as roupas nos eventos da escola. Isso durou até o início do ensino médio. Eu ficava muito triste e com vergonha, depois a situação financeira da minha família mudou e isso parou.
Mas quer saber? Isso não me afeta em nada hoje em dia e nem dou mais valor as coisas materiais por conta disso.
Acredito que muitas pessoas, usam o bullying como desculpa para alimentar as suas próprias mazelas.
Claro que existem aqueles que são afetados por este sofrimento e que precisam de ajuda profissional, e justamente por existir tratamento, isso não justificar usar de violência, por exemplo, ou de maltratar os outros por que foi maltratado na infância.

A pior cegueira é aquela que nos faz enxergar apenas a nossa verdade -by myself
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Viúva Negra pelo seu post:
ASPIRINA (15-10-2013), Kaboom (15-10-2013), sleber (14-10-2013)
14-10-2013, 11:34 PM
Resposta: #4
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Graças ao excesso de peso fui muito humilhado na infancia ,isso ja não me afeta ,mais a dias em que as lembranças retornam do nada,principalmente quando vejo Pais irreponsaveis deixando os filhos na rua o tempo todo ,sem se preocupar com aonde os filhos estão ou o que estão fazendo,quando vejo crianças respondendo a a adultos ,crianças mal educadas
Pra min a culpa é sempre dos Pais,porem o que fazer o povo põe filho no mundo e deixa na creche pro estado cuidar,todo dia mulheres pedindo mais creches,e ai eu me pergunto porque ter filhos para deixar na creche pro estado cuidar
quem mais sofre são os filhos bem educados de Pais responsaveis ,que ficam a merce de crianças criadas pelo estado e filhas de Pais irresponsaveis
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a sleber pelo seu post:
ASPIRINA (15-10-2013), Kaboom (15-10-2013), Mediador (15-10-2013)
O Melhor em Suplementos Esportivos Você encontra na Tudo Saudável
15-10-2013, 12:24 AM
Resposta: #5
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Nunca sofri Bullying, pois, por temer essa pratica usei uma estratégia, entrei no grupo dos roqueiros, os quais eram respeitados e se fosse preciso temidos. Sempre admirei os roqueiros porque eles respeitavam as pessoas de um modo geral, mas se fosse preciso desciam a porrada.
Nunca sofri Rejeição, pois, por ser roqueiro as garotas me amavam.
Mas como todo mundo sabe, o Bullying que o roqueiro sofre é dentro de casa.
Na rua bate, dentro de casa apanha. Pois muitas vezes os pais não compreendem que um adolescente roqueiro está mesmo é querendo a atenção voltada pra ele. Então, em meio ao conflito criado pela falta de entendimento e compreensão, o adolescente se fecha e fica com ar de revolta. E ai qualquer olhar torto já é motivo de pancadaria.
Eu era tão respeitado que, na escola, era conhecido como o defensor dos oprimidos, pois acolhia no grupo os garotos fracos que sofriam Bullying, para que ninguem encostasse um só dedo neles. O interessante nessa história toda é que nunca precisei dar porrada em ninguêm.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a SoulFactor pelo seu post:
ASPIRINA (15-10-2013), Kaboom (15-10-2013), keylla_marina (15-10-2013), Mediador (15-10-2013), Siouxsiesyw (15-10-2013)
15-10-2013, 07:33 AM
Resposta: #6
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Viúva Negra se primeiro parágrafo poderia ter sido escrito por mim. Passei por exatamente a mesma coisa. Meus pais me colocaram numa escola americana, a mais cara da cidade, muito além de suas posses, mas era onde estudavam os filhos dos barões do Aço. Nos EUA o bulling é parte do jogo, (só agora acordaram) e os meninos e meninas americanos dessa escola tinham exatamente essa mentalidade e já praticavam a xenofobia, dentro de meu país! Um criança para ser aceita precisava puxar saco dos valentões americanos, lutar pelo direito de serem seus escravos, de fazer as tarefas que eles mandavam e os deveres para eles. Me recusei, e ficava lendo quase o tempo todo, para evitar ficar em evidência.

Mas meu suplício começou mesmo quando entraram duas irmãs negras, filhas de um jogador de futebol. Eram as únicas crianças negras na escola toda, e fui fazer amizade com elas. Daí em diante passei a comer o pão que o diabo amassou. O fato de ser amiga delas me tornava, aos olhos deles, "pior" do que elas. Um dia um moleque, cujo pai era dono de uma Calderaria, me ameaçou e eu ousei responder, furioso ele disse que ia me bater na saída e marcou uma briga na esquina. Eu tinha 8 anos e ele tinha dez. Por alguma razão essa diferença de idade foi pra mim a gota d'água e eu disse que iria, e pra ele não deixar de aparecer. A turma toda, muito espantada, se empolgou, e foram em bando para a esquina assistir a briga. Meu irmão fazia jiujtisu, e de vez em quando tentava me ensinar uns golpes, contra a minha vontade. Mas naquele dia o pouco que ele havia me ensinado funcionou, em dois tempos já tinha derrubado o garoto e enfiado o meu cotovelo no meio de sua garganta.

A turma não aplaudiu e nem se tornaram meus amigos, apenas levantaram o muleque o limparam, recolheram seus cadernos e se afastaram, e nos dias que se seguiram foi como se aquilo nem tivesse acontecido. Mas a coisa boa nisso foi que nunca, nunca mais implicaram ou riram de mim e das meninas.

Hoje sou fruto disso também, nesse aprendizado invertido penso que me tornei uma pessoa bem melhor, odeio discriminação e a combato sempre que posso, e nunca fujo quando tenho medo, ao menor sinal de medo, o rosto daquele muleque me surge e fico pura adrenalina. As duas meninas são minhas amigas até hoje, e por causa do sujeito super gente boa que era o pai delas, viajei pelo mundo assistindo as partidas de futebol nos melhores lugares dos estádios da Itália, San Siro, da Alemanha, Signal Iduna Park, e muitos outros na Inglaterra.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 5 usuários diz(em) obrigado a ASPIRINA pelo seu post:
Dramin®B6 (17-10-2013), Kaboom (15-10-2013), keylla_marina (15-10-2013), Mediador (15-10-2013), mxrox (15-10-2013)
15-10-2013, 09:34 AM (Resposta editada pela última vez em: 15-10-2013 10:56 AM por Kaboom.)
Resposta: #7
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Sofri rejeição por parte do meu pai e da minha mãe quando era criança. A minha mãe teve sete filhos homens, sendo eu o mais novo, só que os meus irmãos morreram e desde então passei a ser rejeitado e a ouvir quase diariamente que eu deveria ter morrido junto com eles. O meu pai só me batia e a minha mãe amaldiçoava-me por eu ter sobrevivido E se alguém não acredita que maldições hereditárias existam, pense duas vezes por que eu sou a prova que existem. Desde então o exército passou a ser a minha familia. A eles dois só dispenso o minimamente necessário de "atenção" e mais nada. Amor, por eles, jamais.

Sofri algum bullying, se é que se pode chamar aquilo de bullying, na escola. Eu sempre fui grande e achavam que eu nao tinha força. Um dia, reuniu-se um grupo para me agredir quando eu saísse da escola. Deram-se mal por que sempre andei armado e naquele dia estava com um .38. Puxei da arma, e, milagre, nunca mais fui vítima de bullying. Pelo contrário, passei a ser eu a persegui-los ate que me expulsaram e eles tiveram que mudar de escola. Nunca fugi de porrada nem levei desaforo para casa.

De resto, nada a acrescentar.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 1 usuário disse obrigado a Kaboom pelo seu post:
Mediador (15-10-2013)
Desodorante Bion Vitta sem Alumínio ou Triclosan Você Encontra na Tudo Saudável Produtos Naturais
15-10-2013, 10:51 AM
Resposta: #8
RE: Você já sofreu Bullying ou Rejeição?
Na infância eu sempre fui muito tímida e retraída. Minha auto era sempre baixa, mas para falar a verdade não me lembro bem o porque... Talvez porque tivesse um irmão deficiente mental e as atenções eram mais voltadas para ele, ou de ver o sofrimento de meus pais, sei lá ... Tem alguns flashbacks que insistem em voltar, não sofro quando os tenho, só fico xingando mentalmente, esses *****, mas acho q a coisa pro meu lado ia ser pior que bullying:
- um tio que passou a mão na minha perna mas como minha mãe estava no quintal corri pra lá... mais tarde meu outro tio perguntou se ele tinha feito isso, pq ele passou a mão na perna da minha prima tbm, e confirmamos. Então esse tio pegou o outro pelo colarinho e só faltou matar...nunca mais ele mexeu coma a gente (detalhe, tínhamos 5 anos)
- um vizinho de 17 anos q me pediu um beijo na boca sendo q eu tinha só 6 anos. Falei pra ele q minha mãe estava me chamando e fugi ... (depois disso era ouvir o portão da casa dele abrir q eu vazava pra dentro de casa)
- um deficiente mental q foi me chamar em casa dizendo q a irmã dele estava me chamando, mas quando cheguei lá ele baixou a calça, lembro de ter falado "perai minha mãe tá chamando, eu já volto"...e sebo nas canelas (isso nessa mesma época)

Fico me perguntando como eu sabia naquela época que alguma coisa estava errada e conseguia fugir... só por Deus mesmo....

Na adolescência tinha muitos complexos, mas na escola era tranquilo, porque eu também era roqueira, então e as pessoas não mexiam comigo. Eu tratava bem a todos, ainda mais que eu fazia parte do fundão bagunceiro, ria demais. Long live rock ´n rollll

O problema era em casa, meu pai por diversas vezes me chamava de "vagabunda" (no sentido de preguiçosa), minha mãe de "um monte de bosta com dois olhos", nas reuniões de família ficavam tirando sarro por eu ser magra, usar boné, tinha uma tia minha que me xingava de burra, enfim, reuniões de família era um suplício....teve um tio que me disse que eu iria ficar peituda que nem minha mãe, ai foi a gota d´água, mandei ele ir tomar....(depois tive ainda q pedir desculpas pois meu pai quase me bateu) ....

Meu tio (o que quase bateu no outro), na festa de 15 anos da minha prima, disse um a coisa marcante, no meio da zueira dele, tomei aquilo como verdade: todo adolescente passa por um trauma psicológico, tem que ter ao menos um traumazinho pra poder contar pros netos.... Big Grin

Mas da família não guardei mágoa alguma, principalmente dos meus pais, sei que, dentro de suas limitações, eles fizeram o melhor por mim. Essas lembranças não me ferem, já liberei perdão faz tempo. Minha tia, ainda que bem cricri, é como uma segunda mãe pra mim. estão sempre por aqui, graças a Deus.

Quanto a auto estima, essa só melhorou mesmo depois da cirurgia de redução dos seios (fio da mãe, meu tio estava certo), há uns 3 anos atrás... Tongue. Plástica para algumas pessoas é mesmo libertário ^_^X

"Quem vence alguém é vencedor, mas quem vence a si mesmo, é invencível"
- Morihei Ueshiba
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a Siouxsiesyw pelo seu post:
Kaboom (15-10-2013), Lady Fire (15-10-2013), Mediador (15-10-2013)
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  voce ja passou fome.? como foi? pequeno gafanhoto 33 18,829 06-01-2013 01:14 PM
Última Resposta: Jsantos302

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Entre em Contato | Fórum Notícias Naturais | Voltar ao Topo | Voltar ao Conteúdo | Modo Leve (Arquivo) | Feeds RSS | Site Notícias Naturais | Loja Tudo Saudável
Publicidade:
Loja Tudo Saudável


Recomende o Fórum


Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas Site Notícias Naturais

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 45 usuários online.
» 0 Membros | 45 Visitantes

Estatísticas do Fórum
» Membros: 16,035
» Último Membro: cry49hell
» Tópicos do Fórum: 2,948
» Respostas do Fórum: 16,402

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Ajuda Financeira - Motivo Doença
Última Resposta Por: Tiago de Paula
16-09-2017 01:48 PM
» Respostas: 22
» Visualizações: 1171
Pão de queijo light
Última Resposta Por: Felipe Cardoso
13-09-2017 05:22 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 173
Saúde da mulher - Os cuidados para cada fase da vida
Última Resposta Por: Bruna T
09-09-2017 06:30 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 134
30 dicas de saúde para mulheres
Última Resposta Por: Bruna T
09-09-2017 06:18 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 58
Tecnologia a serviço da alimentação saudável
Última Resposta Por: Bruna T
09-09-2017 06:09 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 37
Salsinha: Erva Poderosa para Desintoxicação dos Rins
Última Resposta Por: Bruna T
03-09-2017 12:07 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 481
Salsinha e cebolinha: a dupla de temperos ideal para sua saúde
Última Resposta Por: Bruna T
03-09-2017 11:58 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 115
Conheça as 7 “Sementes Mágicas” para sua Saúde
Última Resposta Por: Bruna T
03-09-2017 02:42 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 116
Grãos e sementes: Aliados da alimentação saudável
Última Resposta Por: Bruna T
03-09-2017 02:29 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 73
Como Escolher Frutas, Legumes e Verduras
Última Resposta Por: Bruna T
27-08-2017 02:06 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 496
Iogurte recheado com compota de cereja e granola crocante
Última Resposta Por: Inglês Aprender
24-08-2017 07:10 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 9451
Pipoca de Sagu
Última Resposta Por: Daia
24-08-2017 05:43 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 383
Regras Gerais do Forum Notícias Naturais
Última Resposta Por: Daia
24-08-2017 05:37 PM
» Respostas: 14
» Visualizações: 26378
16 receitas que provam que o ovo pode salvar sua vida culinária
Última Resposta Por: Kaio Inglês
23-08-2017 03:11 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 393
Sagu é muito mais do que aquele doce tingido de vinho tinto
Última Resposta Por: Bruna T
19-08-2017 02:51 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 244
Sagu, a sobremesa que proporciona mais saúde e bem-estar
Última Resposta Por: Bruna T
19-08-2017 02:46 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 137
22 receitas de sagu que rendem uma sobremesa adorável
Última Resposta Por: Bruna T
19-08-2017 02:38 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 112
Tapioca: benefícios para a saúde, como fazer e receitas
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 08:54 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 222
Beirute de atum
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 07:23 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 59
Hambúrguer de grão-de-bico
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 07:17 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 72
Ovo enformado
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 07:14 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 59
Bolinho de cenoura
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 07:08 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 68
Pipoca de couve-flor
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 07:04 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 76
Pão de queijo leve (Lucilia Diniz)
Última Resposta Por: Bruna T
18-08-2017 06:55 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 66
Luz Artificial para plantar orta em dentro de casa
Última Resposta Por: indiegarden
15-08-2017 07:24 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 203
Sucos Detox: Receitas de Sucos que Emagrecem
Última Resposta Por: MaiconM
14-08-2017 01:42 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 3474
Emagrecedores vetados pela Anvisa e liberados pelo Congresso trazem riscos e dividem
Última Resposta Por: brunaep
11-08-2017 04:54 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 1324
Torta de Liquidificador Integral
Última Resposta Por: João Casenn
09-08-2017 06:43 PM
» Respostas: 7
» Visualizações: 1685
Danette Caseiro Diet
Última Resposta Por: maria_mavi
08-08-2017 02:18 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 164
Pão branco poderia ser tão bom para você quanto o integral
Última Resposta Por: Daia
02-08-2017 02:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 1547

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!