Chás medicinais você encontra na Tudo Saudável



Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 3 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Depressão
06-01-2014, 01:01 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-01-2014 01:11 PM por Technologic Monk.)
Resposta: #1
Depressão
Depressão Escreveu:
[Imagem: depressao_crianca1_5811112011468.jpg]

Os sintomas da Depressão são muito variados e muito diferente entre as diferentes pessoas. Por isso, é didático e válido considerar a existência de três sintomas depressivos básicos e suficientes para sua detecção, no entanto, estes sintomas básicos darão origem à infinitas manifestações desta alteração afetiva. Trata-se, esta tríade, de:

1 - Inibição Psíquica,
2 - Estreitamento do Campo Vivencial (interesses),
3 - Sofrimento Moral.


Compete à sensibilidade do observador, relacionar um sentimento, um comportamento, um pensamento ou um determinado sintoma como sendo a apresentação pessoal e individual de um desses três sintomas básicos, dependendo da personalidade de cada um.

Em crianças e adolescentes, por exemplo, o humor deprimido pode se manifestar com irritabilidade, rebeldia, baixo rendimento escolar ao invés de tristeza. O adulto deprimido também pode experimentar sintomas adicionais na Depressão, incluindo alterações no apetite ou peso, alterações do sono e da atividade psicomotora, diminuição da energia, sentimentos de desvalia ou culpa, dificuldades para pensar, concentrar-se ou tomar decisões, pensamentos recorrentes sobre morte ou ideação suicida.

De qualquer forma, a Depressão deve ser acompanhada por sofrimento ou prejuízo clinicamente significativo no funcionamento social, profissional ou outras áreas importantes da vida da pessoa. Para algumas pessoas com Depressão mais leves, o funcionamento sócio-ocupacional pode parecer normal, mas exige um esforço acentuadamente aumentado. O estado depressivo freqüentemente é descrito pela pessoa com sentimentos de tristeza, desesperança, falta de coragem ou como estando "na fossa", mas essa não é uma regra absoluta. Há quem manifeste a depressão com sintomas exclusivamente ansiosos.

Em alguns casos, a tristeza pode ser negada de início, mas subsequentemente pode ser revelada na entrevista, por exemplo, quando a pessoa chora ou pela fisionomia aborrecida e entristecida. Outras pessoas, entretanto, podem dizer que se sentem indiferentes, apáticos ou ansiosos ou, ainda, podem referir queixas somáticas sem correspondência clínica, muito mais do que sentimentos de tristeza. Muitos referem ou demonstram irritabilidade aumentada, tendência para responder a eventos com ataques de ira ou culpando outros, ou um sentimento exagerado de frustração por questões menores.

Sofrimento Moral (autoestima baixa)

[Imagem: depressao-solidao-e1350457531577.jpeg]

O Sofrimento Moral, ou sentimento de menos-valia, é um fenômeno marcante e desagradável na trajetória depressiva. Trata-se de um sentimento de autodepreciação, auto-acusação, inferioridade, incompetência, pecaminosidade, culpa, rejeição, feiura, fraqueza, fragilidade e mais um sem-número de adjetivos pejorativos. A autoestima é a imagem valorativa que a pessoa tem de si mesma e na Depressão esta imagem está depreciada no aspecto que mais incomoda o paciente.

Dependendo do grau da depressão, o Sofrimento Moral aparece em graus variados, desde uma sutil sensação de inferioridade até profundos sentimentos depreciativos. Outro fator que complica o diagnóstico é o fato do Sofrimento Moral nem sempre ser consciente. Muitas vezes a pessoa com baixa autoestima recorre a mecanismos de defesa que ofuscam seus verdadeiros sentimentos.

Por exemplo, nas pessoas com importante traço de irritabilidade e agressividade na personalidade, o sentimento de baixa autoestima se manifesta com irritabilidade e agressividade, com comportamentos de superioridade ostensiva (tipicamente defensivas), com dificuldades gritantes em lidar com as frustrações. O cotidiano normal passa a irritar a pessoa com esses traços, seja com as filas, com ter de esperar, com palavras dirigidas à ela enfim, são pessoas que manifestam a sensação de estarem sendo "agredidas" de alguma forma, portanto, revidam com mais agressividade.

Em pessoas naturalmente retraídas e introvertidas, a baixa autoestima se faz sentir com mais retraimento ainda, com mutismo e quietude preocupantes, com isolamento e extrema dificuldade em expor sentimentos. Por isso, muitas vezes, "preferem" a manifestação somática dessas emoções, transferindo para o orgânico os sentimentos não manifestados.

Em pessoas de personalidade ansiosa a baixa autoestima faz com que os outros (notadamente, a opinião dos outros) pareçam inimigos em potencial, capazes de depreciar, de julgar, de avaliar... Normalmente essa depreciação nasce na pessoa deprimida e é projetada nos outros, como se originassem dos outros. Portanto, nada mais sensato que apresentarem, esses pacientes, quadros fóbicos sociais, evitação, sintomas autossômicos (do Sistema Nervoso Autônomo) quando diante de outras pessoas, e assim por diante.

Quando a Depressão adquire características muito graves e psicóticas, o Sofrimento Moral pode aparecer sob a forma de delírio. Nesse caso seria o delírio humor congruente. Um judeu, psicótico depressivo, durante uma de suas crises de Depressão profunda apresentava um pensamento francamente delirante, o qual dava-lhe a certeza de ter parte de seu cérebro apodrecido. Outrossim, julgava-se culpado por ter ingerido, contra sua crença religiosa, carne suína há mais de 15 anos. Uma espécie de punição divina aplicada ao pecador incauto.

O prejuízo da autoestima proporcionado pela Depressão Grave ou Psicótica, pode ainda determinar uma ideação claramente paranoide, onde a culpa adquire uma posição destacada. Para fins de diagnóstico, deve-se ter em mente que nas psicoses esquizofrênicas, onde freqüentemente aparece a ideação paranoide, a autoestima não se encontra perturbada como nos estados depressivos psicóticos. Esta observação pode auxiliar o diagnóstico diferencial entre uma Depressão com sintomatologia psicótica (ideação deliroide) e uma Psicose Esquizofrênica (com delírios).

O Sofrimento Moral é considerado ainda o maior responsável pelo desfecho suicida das depressões severas. Aparece como uma prova doentia da incompetência do ser, de seu fracasso diante da vida e de sua falência existencial. Enquanto na Euforia a autoestima se encontra patologicamente elevada e as idéias de grandeza proporcionam uma aprazível sensação de bem-estar, na Depressão a pessoa se coloca numa das posições mais inferiores entre seus semelhantes.

Organicamente, uma pessoa com Sofrimento Moral, portanto, com tendência a autodepreciar-se em todos os sentidos, pode entender uma simples dor de estômago como prenúncios de um câncer gástrico, uma tontura trivial com indícios de um derrame iminente, uma tosse frugal como sugestiva de câncer de pulmão ou tuberculose, uma simples gripe como sinal de AIDS, e assim por diante.

Inibição Global (apatia e desinteresse)

[Imagem: FBArquivos%5CNO%5C00000059%5C00000059_136.gif]

A Inibição Global do organismo é um dos sintomas básicos da Depressão e se manifesta como uma espécie de freio ou lentificação dos processos físicos e psíquicos em sua globalidade, uma lassidão e lerdeza generalizada de toda a atividade corpórea, uma preguiça e fadiga difíceis de serem explicadas pelos exames médicos. Em graus variáveis, esta inibição geral torna o indivíduo apático, desinteressado, lerdo, desmotivado, com dificuldade em suportar tarefas elementares do cotidiano e com grande perda na capacidade em tomar iniciativas.

Os campos da consciência e da motivação estão seriamente comprometidos, advindo daí a dificuldade em manter um bom nível de memória, de rendimento intelectual, de atividade sexual e até da agressividade necessária para tocar adiante o dia-a-dia. Percebemos os reflexos desta Inibição Global em várias áreas da atividade da pessoa, inclusive na diminuição da atividade motora e até na própria expressão da mímica, fazendo com que o paciente tenha aparência de abatimento e de desinteresse.

A Inibição Global tem sido a responsável pelo longo itinerário que muitos pacientes percorrem antes de se acertarem com um tratamento psíquico. A primeira ideia que os pacientes deprimidos têm, estimulados também pela família, é que seu mal estar pode resultar de alguma anemia, fraqueza, problema circulatório... Normalmente esses "diagnósticos bem intencionados" levam o paciente a procurar tratamentos alternativos, desde macrobiótica, yôga, tai-chi-chuan..., submetem-se a tediosos a passeios de gosto duvidoso e, muitas vezes, consultam até um neurologista. Este ponto costuma ser o mais próximo que chegam do aparelho psíquico e, normalmente, a causa psíquica é a última a ser questionada, embora seja a primeira que se faz sentir.

As pessoas que rodeiam o paciente com Inibição Global são solícitas em lembrá-lo de que a vida é boa, ressaltam que nada lhes falta, que gozam de saúde, que não são ricos mas tem gente em pior situação, que pertencem a uma família decente e compreensiva... O paciente, por outro lado, não sendo um ***** mental, sabe de tudo isso e as palavras estimulantes apenas aumentam sua perplexidade, sua culpa e seu aborrecimento consigo próprio.

A Inibição Global é secundária à Depressão, é um sintoma decorrente da Depressão e não uma doença que corrompe o juízo crítico, tornando os pacientes completamente desorientados em relação às condições de sua vida ou de sua família. Claro que ele sabe de tudo de bom que sua vida oferece, apenas não consegue sentir isso.

Outro conceito importantíssimo, é que a Inibição Global é conseqüência da Depressão e não o contrário. Essa colocação é importante porque, comumente, o público leigo costuma recomendar à pessoa deprimida para que se esforce e se mobilize para melhorar da Depressão, para que tenha forças, seja forte, quando na realidade seria o contrário, ou seja, deve melhorar da Depressão (tratar) e aí sim, mobilizar-se sem ninguém tenha que lhe pedir.

Estreitamento Vivencial (perda de prazer)

[Imagem: depression-300x280.jpg]

Estreitamento Vivencial é a expressão mais adequada para representar a perda progressiva em sentir prazer que experimenta a pessoa deprimida. O ponto mais alto desse fenômeno de perda do prazer é Anedonia, ou seja, a incapacidade em sentir prazer por todas as coisas. No Estreitamento Vivencial o leque de interesses e de prazeres pelas coisas da vida vai sendo cada vez menor e mais restrito.

De fato, o interesse humano está indissoluvelmente ligado ao prazer. Há interesse por aquilo que dá prazer, com tudo pelo qual existe alguma ligação afetiva. Em situações normais a pessoa abre para si um leque de interesses: interesse pelas notícias, pelos esportes, pela companhia de amigos e pessoas queridas, pelo conhecimento em geral, pelos passeios, pelas novidades, pelas compras, pelas artes, pelos filmes, pela comida, pelas revistas e jornais, enfim, cada pessoa nutre um rol de interesses pessoais, evidentemente, interesses por coisas que lhe dão prazer.

Pois bem. No Estreitamento Vivencial da Depressão esse leque de interesses vai se fechando, aparecendo progressivamente um desinteresse e desencanto pelas coisas. Há um momento onde a preocupação com o próprio sofrimento é o único interesse vivencial do deprimido.

Não há ânimo suficiente para admirar um dia bonito, para se interessar na realização ocupacional, para degustar uma boa bebida, para deleitar-se com um filme interessante, para aproveitar uma boa companhia, para incrementar a discoteca, visitar um amigo...

No deprimido com Estreitamento Vivencial acaba só existindo a preocupação consigo próprio e com sua dor. Nada mais lhe dá prazer, nada mais pode motivá-lo. Neste caso, o leque do campo vivencial fica tão estreito que só cabe nele o próprio paciente com sua depressão, o restante de tudo que a vida pode oferecer não interessa mais, a própria vida parece não interessar mais.

Enquanto a Inibição Global afeta o tônus do relacionamento da pessoa com o mundo, ocasionando algum prejuízo em sua performance e enfraquecendo seu rendimento pessoal, o Estreitamento Vivencial, por sua vez, provoca uma alteração mais interior, um prejuízo nas impressões que o mundo e a vida causam no sujeito. Um é centrífugo o outro centrípeto. Na Inibição Global as coisas são feitas com dificuldade e lerdeza, com maior esforço físico e mental. No Estreitamento Vivencial as coisas nem sequer serão feitas.

Como se manifesta a Depressão

Saber como, exatamente, a pessoa apresenta sua Depressão é uma questão complicada. Como dissemos, as manifestações depressivas são muito variadas e extremamente dependentes da personalidade de cada um. Mas uma coisa é certa; a Depressão costuma estar junto com a maioria dos transtornos emocionais, ora aparecendo como um sintoma de determinado estado emocional, ora coexistindo com quadros ansiosos, outras vezes como causa de determinados transtornos. Em muitas situações psíquicas a Depressão se encontra presente, às vezes de forma típica outras vezes dissimulada.

A Depressão aparece impregnando todo o viver dos pacientes emocionais em geral, tanto sob sua forma típica, com tristeza, choro, desinteresse, etc, quanto em sua forma atípica, com somatizações, pânico, ansiedade, fobia, obsessões. De qualquer forma, o que encontramos mais freqüentemente nos distúrbios depressivos são os sintomas atrelados a essa afetividade alterada.

Normalmente os sintomas afetivos não proporcionam prejuízo significativo da cognição mas, apesar do juízo crítico estar conservado, as vivências do deprimido terão uma representação alterada, serão suportadas com grande sofrimento e com perspectivas pessimistas.

Assim sendo, a interpretação e valorização afetiva da realidade podem ter seu caráter alterado, de acordo com a intensidade da Depressão. A pessoa deprimida pode simplesmente apresentar idéias falsas sobre a realidade, nos casos mais leves ou, nos casos mais graves, pode desenvolver um delírio franco sobre a realidade.

Em sua forma típica e clássica a manifestação da Depressão depende sempre da maneira (quadro clínico, freqüência, intensidade) com a qual se manifesta o chamado Episódio Depressivo. Estudando-se o Episódio Depressivo entenderemos as manifestações clínicas de todas as depressões típicas. Enfatizando sempre o termo "típico".

Apesar de não ser bem nosso propósito classificar doenças, e sim fazer entender as emoções, vamos dar uma pincelada em alguns aspectos classificatórios importantes para o entendimento global.

Saber se o estado depressivo é Leve, Moderado ou Grave é apenas uma questão da intensidade com que se apresenta o Episódio Depressivo. Saber se esse estado depressivo é uma ocorrência única na vida da pessoa ou se é repetitivo, dependerá da freqüência com que os Episódios Depressivos se apresentam. Saber se o Transtorno Afetivo em pauta é simplesmente um quadro depressivo ou se é bipolar, dependerá do fato dos Episódios Depressivos serem a única ocorrência afetiva ou se coexistem com Episódios de Euforia. Enfim, como se vê, estudando-se o Episódio Depressivo, sua intensidade, freqüência e apresentação, podemos classificar o tipo do Transtorno Afetivo.

Devido ao fato dos estados depressivos se acompanharem, com assiduidade, de sintomas somáticos, a existência ou não destes sintomas também acaba fazendo parte da classificação. Da mesma forma, a presença concomitante ao Episódio Depressivo com sintomas psicóticos determinará diferentes classificações.

Cumprindo apenas um propósito acadêmico, e aproveitando para mostrar que a classificação dos Transtornos Afetivos (ou do Humor) é relativamente fácil, relacionamos abaixo a classificação formal, de acordo com a CID.10. Em crianças e adolescentes os sintomas da Depressão podem ser diferentes.

A. Cinco (ou mais) dos seguintes sintomas estiveram presentes durante o mesmo período de 2 semanas e representam uma alteração a partir do funcionamento anterior; pelo menos um dos sintomas é (1) humor deprimido ou (2) perda do interesse ou prazer.
(1) humor deprimido na maior parte do dia, quase todos os dias, indicado por relato subjetivo (por ex., sente-se triste ou vazio) ou observação feita por outros (por ex., chora muito).
Nota: Em crianças e adolescentes, pode ser humor irritável
(2) interesse ou prazer acentuadamente diminuídos por todas ou quase todas as atividades.
(3) perda ou ganho significativo de peso sem estar em dieta (por ex., mais de 5% do peso corporal em 1 mês), ou diminuição ou aumento do apetite quase todos os dias.
Nota: Em crianças, considerar falha em apresentar os ganhos de peso esperados
(4) insônia ou hipersonia quase todos os dias
(5) agitação ou retardo psicomotor quase todos os dias (observáveis por outros, não meramente sensações subjetivas de inquietação ou de estar mais lento)
(6) fadiga ou perda de energia quase todos os dias
(7) sentimento de inutilidade ou culpa excessiva ou inadequada (que pode ser delirante), quase todos os dias (não meramente auto-recriminação ou culpa por estar doente)
(8) capacidade diminuída de pensar ou concentrar-se, ou indecisão, quase todos os dias (por relato subjetivo ou observação feita por outros)
(9) pensamentos de morte recorrentes (não apenas medo de morrer), ideação suicida recorrente sem um plano específico, tentativa de suicídio ou plano específico para cometer suicídio

Delírio na Depressão

O Delírio Depressivo aparece nos quadros muito graves. Normalmente surge sob a forma de Delírio de Pecado, quando a idéia principal é de culpa, ou quando o problema é a saúde, sob a forma de Delírio de Doença. Se o medo diz respeito à fortuna, surgirá o Delírio de Ruína ou de Empobrecimento e assim por diante. Percebe-se claramente que todos esses 3 tipos de delírios depressivos dizem respeito à severo prejuízo da auto-estima.

O doente com Delírio Pecaminoso crê, sem razão, ter cometido os piores crimes e pecados ou, o que é mais comum, aumenta de maneira doentia pequenas transgressões reais e tentações, mesmo quando se trata apenas de pensamentos aviltantes, e sente como se fosse um pecado ou delito imperdoáveis.

O Delírio de Empobrecimento ou de Ruína faz com que o deprimido tenha absoluta convicção de que perderá tudo, não saldará suas dívidas, será até castigado por isso, morrerá à míngua, de fome.

O Delírio de Doença do deprimido é a crença de ter determinadas doenças, sempre especialmente graves. Esses casos podem ser classificados também como Transtorno Hipocondríaco. Há ainda, em um dos tipos de Transtorno Delirante Persistente, um delírio semelhante.

Interesse, Apetite e Sono na Depressão

A perda de interesse ou prazer quase sempre está presente, pelo menos em algum grau nas pessoas com Depressão. Os pacientes podem relatar menor interesse por passatempos, "não se importar mais", ou a falta de prazer com qualquer atividade antes considerada agradável.
Os membros da família freqüentemente percebem um certo retraimento social ou descaso para atividades agradáveis, como por exemplo, jogar, assitir tv, ler revistas, reunir-se com amigos, brincar com netos e/ou com colegas, etc. Em muitos casos há uma redução significativa nos níveis de interesse ou do desejo sexual.

O apetite geralmente está reduzido, e muitos pacientes sentem que precisam se esforçar para comer. Outros, por outro lado, podem ter uma incômoda avidez por alimentos específicos, como por exemplo, chocolates, doces, etc. Quando as alterações no apetite são severas, seja por diminuição ou aumento, pode haver uma perda ou ganho significativos de peso.

A perturbação do sono mais comumente associada a um Episódio Depressivo é a insônia, tipicamente intermediária, ou seja, com despertar durante a noite e dificuldade para voltar a dormir. Menos freqüente é a insônia terminal, isto é, despertar muito cedo, com incapacidade de conciliar o sono novamente. A insônia inicial, isto é, a dificuldade para adormecer é a menos freqüente. Além disso, alguns pacientes apresentam, curiosamente, uma sonolência excessiva (hipersonia), na forma de episódios prolongados de sono noturno ou de sono durante o dia.


Eu sofro de Depressão Atípica junto com Distimia.
Ajudo tantas pessoas, em ONGs, comunidades, com doações e etc; mas sequer consigo me ajudar.
Sinto dores insuportáveis (somáticos) 24 horas por dia, inclusive durante o sono. Fobias inexplicáveis, e uma ansiedade junto de angústia, que também não consigo achar explicação.

Sofro disso desde junho/julho de 2012 (quando diagnostiquei).
Quem nunca teve ou não conhece quem tem esse tipo de problema, realmente não sabe como é difícil superá-lo.

Comprei alguns livros de auto-ajuda e venho tentando mudar meu foco, venho tentando encontrar a causa do meu problema dentro de mim e, o motivo dela me acometer.
Mas é difícil, já tô sem ânimo nenhum pra isso. Só ainda não fiz nenhuma loucura, porque ainda resta um pouco de consciência no meu corpo.

Estudar, sempre tive facilidades em aprender. Mas de uns meses pra cá, a dificuldade vem aumentando cada vez mais, e mais e mais.

Eu até estava conseguindo voltar, emergir de mim mesmo. Comecei a frequentar musculação, voltei aos esportes - com muita dificuldade, mas voltei -. Mas a coisa resolveu desandar toda logo nesse começo de ano, já estou duas semanas reclusos, mesmo enquanto estive viajando. Só meu corpo estava viajando, mas minha consciência continuava presa sob cadeados indestrutíveis.

Mas acredito que estou a passar por isso, por algum motivo, para alguma finalidade. Talvez para me fortalecer para algo que ainda desconheço, ou me preparar; não sei ao certo. Mas ainda resta um pouco de fé nesse indivíduo que eu sei que ainda está aqui dentro.

Sou um artista digital por hobby (ou pelo menos acho que sou), e meu último trabalho (fiz durante uma crise forte e me assustei depois):

[Imagem: 1st_limb_by_klauzero-d7137lx.png]

Resolvi compartilhar do meu problema com vocês nesse tópico. Quem já passou por esses problemas ou teve conhecidos que já passou, por favor, poste. Não precisa ser nada demais, apenas poste. É que eu gosto de ler.

Rompia-se a escuridão com tambores de guerra, quando o pequeno rei ordenava.

Após o clarão das grandes colinas de fogo, ouvia-se apenas o som do silêncio.

Já não havia mais nada, nem mais escuridão;
O coração brando se alocava em distração.

Ele outrora mantinha-se calado, em sua magnânima conexão de solidão.


(Poema "Tambor do Silêncio", Por Technologic Monk)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 24 usuários diz(em) obrigado a Technologic Monk pelo seu post:
Aragorn (06-01-2014), ASPIRINA (07-01-2014), Daia (07-01-2014), EZaions (06-01-2014), fabricia reis (21-02-2014), fallen1232 (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), John Wesley (10-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), Lady Fire (06-01-2014), MARY KK (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Minerim (06-01-2014), pequeno gafanhoto (06-01-2014), Pescada (07-01-2014), Politically (18-01-2014), Rox Extreme (07-05-2014), ruicoelho (06-01-2014), Siouxsiesyw (06-01-2014), sleber (06-01-2014), T.G (06-01-2014), Two Steps (25-01-2014), Vanessa_Michael (12-01-2014)
Maca Peruana pelo menor preço você encontra na Tudo Saudável
06-01-2014, 01:45 PM
Resposta: #2
RE: Depressão
Poxa colega @Technologic Monk. Que situação heim? Faço votos para que consiga, nesse ano que se incia, quebrar essas correntes que te aprisionam. Acredito que não deve ser fácil não. Fica em paz meu amigo, procure grupos de ajuda e tente, como você mesmo mencionou, mudar o foco. Busque fortalecer o espirito.

Se precisar de algo, orientação, qualquer ajuda que esteja ao meu alcance, não se acanhe em pedir.

Um abração, fica com Deus e te cuida.

"Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as ASTUTAS CILADAS do diabo."
EFÉSIOS: 6,11
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 9 usuários diz(em) obrigado a Fire Fox pelo seu post:
Aragorn (06-01-2014), ASPIRINA (07-01-2014), Daia (07-01-2014), Kaboom (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Minerim (06-01-2014), sleber (06-01-2014), T.G (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
06-01-2014, 02:06 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-01-2014 02:07 PM por Kaboom.)
Resposta: #3
RE: Depressão
Eis a cura:

[Imagem: enxada.jpg]


Menos tecnologia, mais desligamento da internet e manter a cabeça ocupada são a chave para a erradicação da depressão.

Plantar batata ajuda. Depois é só fritar.

Blush
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 10 usuários diz(em) obrigado a Kaboom pelo seu post:
Batmans (06-01-2014), Daia (07-01-2014), fallen1232 (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), Liah (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), pequeno gafanhoto (06-01-2014), Politically (18-01-2014), sleber (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
06-01-2014, 02:23 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-01-2014 02:24 PM por Technologic Monk.)
Resposta: #4
RE: Depressão
(06-01-2014 02:06 PM)Kaboom Escreveu:  Eis a cura:

[Imagem: enxada.jpg]


Menos tecnologia, mais desligamento da internet e manter a cabeça ocupada são a chave para a erradicação da depressão.

Plantar batata ajuda. Depois é só fritar.

Blush

É verdade... O problema é exatamente esse, é exatamente isso que estou tentando fazer. Sair mais, ocupar minha cabeça e tudo o mais. Mas a situação é mais complexa do que parece; eu mesmo só fui diagnosticado com o problema uns anos depois de começar a ter distimia, que começou quando eu era criança. (Já que sempre fui muito diferente das outras crianças, intelectualmente e sensitivamente. E quando criança, quando começou o problema, eu não tinha computador, muito menos vídeo-game).

Mas, como eu disse, eu até tento, mas as vezes não consigo... Pode ver que eu tinha voltado a minhas atividades sociais, esportes e tudo o mais.
Só de pensar em ir na rua agora, nesse exato momento, já vem a ansiedade... Sad

@Fire Fox - Obrigado pelo comentário!

Rompia-se a escuridão com tambores de guerra, quando o pequeno rei ordenava.

Após o clarão das grandes colinas de fogo, ouvia-se apenas o som do silêncio.

Já não havia mais nada, nem mais escuridão;
O coração brando se alocava em distração.

Ele outrora mantinha-se calado, em sua magnânima conexão de solidão.


(Poema "Tambor do Silêncio", Por Technologic Monk)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 7 usuários diz(em) obrigado a Technologic Monk pelo seu post:
ASPIRINA (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Minerim (06-01-2014), Politically (18-01-2014)
Shoyu Orgânico Fermentado Naturalmente Você Encontra na Tudo Saudável
06-01-2014, 03:01 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-01-2014 04:40 PM por Kaboom.)
Resposta: #5
RE: Depressão
Eu fui diagnosticado com um belíssimo Transtorno de Personalidade Dissocial e estou vivo até hoje.

Vou te ajudar: muda já essa frase de "eu não consigo" para "eu consigo sem duvida alguma" e já andastes metade do caminho. Ansiedade por que? Vale a pena ficar ansioso? Na maioria das vezes não, por que ficamos ansiosos com porcarias, com coisas menores e muitas vezes por coisas que só acontecem na nossa cabeça e nunca passarão do coco para o mundo real. Quantas vezes a nossa imaginação nos atraiçoa. Quando te vier um pensamento ou um sentimento destes na tua mente, rebata-o instantaneamente com outro pensamento/sentimento diametralmente oposto, faça isso no mesmo instante, na mesma hora, não deixe isso se arrastar nem mais um segundo, reaja! Não permita que voce mesmo seja o seu próprio sabotador. Se voce pensar em não, rebata com um sim. Se voce se sentir mal, rebata com um "sinto-me radiante", se voce sentir depois que houve uma recaida, levante a cabeça e perdoa-te a ti mesmo, por que voce é humano, não um anunaki. Quer se ver livre da distimia? Meta na sua cabeça um enérgico "eu nunca fui distímico!" e voce não sofrerá desse mal. Faça coisas novas! Vá para a rua, comece uma briga, bata em alguem por exemplo. Isso até é melhor que a enxada! E uma ultima coisa: acredite em voce mesmo e reflicta nisto: a nossa mente trabalha por imagens e não por sons. Então, imagina-te a ti mesmo feliz, realizado, livre dessas coisas macambuzias, contente, feliz e confiante. Imagine isso varias vezes ao dia e não duvide jamais que isso que voce imaginou não é verdade por que agindo dessa forma, o teu subconsciente, pobre diabo que não reconhece a fantasia da realidade, vai assimilar a idéia e tratar de transformar o quadro mental que tu criastes em realidade. E eu garanto que voce será uma nova pessoa em tempo recorde. Depois nem tu mesmo te reconhecerás.

Agora levanta e anda! Depois posta os resultados e conta o que aconteceu.

Depressão é para maricas. Força aí! Voce vai conseguir!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 11 usuários diz(em) obrigado a Kaboom pelo seu post:
adilson26 (05-06-2014), Aragorn (06-01-2014), ASPIRINA (07-01-2014), Daia (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), MARY KK (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), pequeno gafanhoto (06-01-2014), ruicoelho (06-01-2014), sleber (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
06-01-2014, 03:23 PM
Resposta: #6
RE: Depressão
(06-01-2014 03:01 PM)Kaboom Escreveu:  Eu fui diagnosticado com um belíssimo Transtorno de Personalidade Dissocial e estou vivo até hoje.

Vou te ajudar: muda já essa frase de "eu não consigo" para "eu consigo sem duvida alguma" e já andastes metade do caminho. Ansiedade por que? Vale a pena ficar ansioso? Na maioria das vezes não, por que ficamos ansiosos com porcarias, com coisas menores e muitas vezes por coisas que só acontecem na nossa cabeça e nunca passarão do coco para o mundo real. Quantas vezes a nossa imaginação nos atraiçoa. Quando te vier um pensamento ou um sentimento destes na tua mente, rebata-o instantaneamente com outro pensamento/sentimento diametralmente oposto, faça isso no mesmo instante, na mesma hora, não deixe isso se arrastar nem mais um segundo, reaja! Não permita que voce mesmo seja o seu próprio sabotador. Se voce pensar em não, rebata com um sim. Se voce se sentir mal, rebata com um "sinto-me radiante", se voce sentir depois que houve uma recaida, levante a cabeça e perda-te a ti mesmo, por que voce é humano, não um anunaki. Quer se ver livre da distimia? Meta na sua cabeça um enérgico "eu nunca fui distímico!" e voce não sofrerá desse mal. Faça coisas novas! Vá para a rua, comece uma briga, bata em alguem por exemplo. Isso até é melhor que a enxada! E uma ultima coisa: acredite em voce mesmo e reflicta nisto: a nossa mente trabalha por imagens e não por sons. Então, imagina-te a ti mesmo feliz, realizado, livre dessas coisas macambuzias, contente, feliz e confiante. Imagine isso varias vezes ao dia e não duvide jamais que isso que voce imaginou não é verdade por que agindo dessa forma, o teu subconsciente, pobre diabo que não reconhece a fantasia da realidade, vai assimilar a idéia e tratar de transformar o quadro mental que tu criastes em realidade. E eu garanto que voce será uma nova pessoa em tempo recorde. Depois nem tu mesmo te reconhecerás.

Agora levanta e anda! Depois posta os resultados e conta o que aconteceu.

Depressão é para maricas. Força aí! Voce vai conseguir!

Você tá certo... A partir de agora vou me basear no filme cujo personagem principal é o Jim Carrey: "Sim Senhor".
Vou dizer "sim" pra tudo e veremos onde vou chegar...
Deixa eu ir lá tomar coragem pra retomar as atividades e, sim eu posso, eu consigo...
Um banho frio deve me ajudar!

Acho que estou dando muita ênfase para coisas materiais, e ficando ansioso/angustiado por nada.

Como posso querer uma evolução espiritual sofrendo por coisas materiais?
O espiritual fica, o material apodrece...

Vou agir; mas antes, vou fazer uma nova pintura digital, pra rebater aquela negatividade anterior...
Valeu irmão, pela força. Um abraço e fica na paz! Smile

Rompia-se a escuridão com tambores de guerra, quando o pequeno rei ordenava.

Após o clarão das grandes colinas de fogo, ouvia-se apenas o som do silêncio.

Já não havia mais nada, nem mais escuridão;
O coração brando se alocava em distração.

Ele outrora mantinha-se calado, em sua magnânima conexão de solidão.


(Poema "Tambor do Silêncio", Por Technologic Monk)
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 10 usuários diz(em) obrigado a Technologic Monk pelo seu post:
adilson26 (05-06-2014), admin (04-02-2015), Aragorn (06-01-2014), ASPIRINA (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Minerim (06-01-2014), ruicoelho (06-01-2014)
06-01-2014, 03:33 PM (Resposta editada pela última vez em: 06-01-2014 03:34 PM por Siouxsiesyw.)
Resposta: #7
RE: Depressão
Poxa @Technologic Monk , talvez entrar num fórum assim não deva te ajudar muito, pois tem coisas aqui que é osso ein! Mas tem pessoas aqui muito valorosas que, mesmo virtualmente, vc pode contar com elas.

Taí um tipo de luta que não se vence sozinho, nunca se isole ...
Também alguns livros do Augusto Cury talvez possam te ajudar nessa batalha e dominar sua mente, são muito bons.

Você merece voltar a sorrir, merece ter o coração leve. Acima de tudo merece vencer esse ser que está te aprisionando, esse mesmo da sua ilustração.

Grandes batalhas também são vencidas com o General que também é Médico dos médicos.

Deus lhe abençoe,

Sioux ^_^x

"Quem vence alguém é vencedor, mas quem vence a si mesmo, é invencível"
- Morihei Ueshiba
Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 10 usuários diz(em) obrigado a Siouxsiesyw pelo seu post:
admin (04-02-2015), Daia (07-01-2014), fallen1232 (07-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), MARY KK (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), T.G (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
Proteína Vegetal você encontra na Tudo Saudável
06-01-2014, 03:58 PM
Resposta: #8
RE: Depressão
Cara acho que tenho um problema semelhante ao seu um pouco menos intenso.Trabalho com Photoshop faço tratamento de imagens e criações artisticas também.Mas de um tempo para cá percebo que depois de algumas horas trabalhando em frente o pc um sintoma de infelicidade começa a tomar conta me da vontande de escutar musicas com letras negativas relacionadas a morte começo a pesquizar sobre assuntos voltados ao fim do mundo e coisas do genero foi aí que encontrei o fórum e os anti-nom, sinto cansaço mental e fico estremamente irritado essa tecnologia toda quando em exagero faz mal.Senti uma boa melhora depois que arrumei uma namorada e os pais dela tem uma chacrinha la fizemos uma horta e as veses saimos para acampar o unico problema e é realmente dificil é encontrar a vontade para fazer isso mas pois quando se está la embaixo não há animo, mas é necessario é meu conselho não pense nos contra pegue e vá acampar faça uma horta dedique 1 hora do dia a ela vai ajudar e livre-se dos alimentos industrializados talves faça parte de uma psicose minha mas acredito que eles não ofereçam todos os nutrientes necessarios para o organismo inclusive para o funcionamento do cérebro a depressão também pode estar relacionada a uma falta de vitamina necessaria para a produção de um determinado processo quimico do cérebro.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 10 usuários diz(em) obrigado a Bill Goldberg pelo seu post:
Aragorn (06-01-2014), Fire Fox (07-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Politically (18-01-2014), Siouxsiesyw (06-01-2014), sleber (06-01-2014), T.G (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
06-01-2014, 04:06 PM
Resposta: #9
RE: Depressão
@Technologic Monk, iria te indicar algumas atividades, como filantropia (caridade), esportes, ou algum robby, mas vejo que já o faz. Seu problema parece ir além, e é bom tenha resolvido se abrir, às vezes nos imaginamos um super-herói capaz de tudo vencer sozinho, mas tenha isso em mente, sozinhos somos fracos, vulneráveis a todas as mazelas da vida. Conquiste novas amizades, pessoas com "alto astral", não se afaste da família, busque o amor amigo, o amor tudo pode vencer, nos fortalece, trás a luz aos nossos olhos, é o real e único caminho para a felicidade.
Por fim, às vezes nossos problemas não podem ser explicados por acontecimentos desta vida, podemos encontrar a origem de muitos de nossos medos em nosso passado. Fatores externos, também podem alterar nossa vida, busque as respostas, estou torcendo por você.

Pensamento positivo e muita força, não há desafio que não possa ser vencido.
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 8 usuários diz(em) obrigado a T.G pelo seu post:
Aragorn (06-01-2014), Fire Fox (07-01-2014), Juliana Padovani (16-09-2015), Kaboom (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Siouxsiesyw (06-01-2014), sleber (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
06-01-2014, 04:25 PM
Resposta: #10
RE: Depressão
Naquele dia ensolarado cujo diagnóstico mental me foi apresentado, senti que deveria fazer algo a respeito, que não deveria ficar calado, apreensivo, emudecido pelo momento quase atroz. Tive de decidir em questão de segundos qual a atitude mais certa a tomar por que era inconcebível para mim nada fazer. Eu não poderia deixar passar. Então, agarrei o psiquiatra pelos pés e pendurei-o do lado de fora da janela do consultório de macumba dele, que se situava num 16º andar num prédio qualquer. Calmamente, sem stress, perguntei aquele desgraçado infeliz se tinha mesmo a certeza daquilo que afiançou-me que eu tinha. Sacudi-o e ameacei soltá-lo até fazer aquela reles ciencia da mente, na qual ele se escorava para manter o seu caríssimo modo de vida, apesar de psiquiatra das Forças Armadas, reverter-se. Imediatamente negou toda a certeza que anteriormente possuía e, sinceramente, posso não ter ficado curado, mas a partir daquele instante, meus amigos, a minha vida mudou! Big Grin

Não, eu não o larguei. Puxei-o para dentro e dei-lhe um tabefe na cara para ele sair do estado de choque em que se encontrava e parar de berrar. Tentei hipnotizá-lo e faze-lo crer que ele era uma ave (para ele não ter mais medo das alturas) mas não tive muito sucesso, pois passado um mes e meio, o carcamano já se tinha mudado para o térreo de outro edifício.

Moral da história: está nas nossas mãos mudar o nosso destino. E se eu consegui, voces tambem conseguem!
Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 6 usuários diz(em) obrigado a Kaboom pelo seu post:
Aragorn (06-01-2014), Fire Fox (06-01-2014), MARY KK (06-01-2014), Mediador (06-01-2014), Siouxsiesyw (06-01-2014), Technologic Monk (06-01-2014)
Responder 


Tópicos Similares
Tópico: Autor Respostas Visualizações: Última Resposta
  Micro-ondas e Wi-Fi Ligados a Dores de cabeça, Fadiga, Depressão e Ansiedade admin 1 1,083 12-12-2016 06:52 PM
Última Resposta: seujorge
  [Estudos] Suicídio e Depressão Relacionados com Obturações Dentárias e Mercúrio admin 0 6,473 27-05-2015 04:05 PM
Última Resposta: admin
  Flúor na Água Potável pode Causar Depressão e Obesidade pela Disfunção da Tireóide Popeye 1 4,396 28-03-2015 03:08 PM
Última Resposta: Rox Extreme
  Estudo Inovador Revela que Extrato de Cúrcuma é Superior ao Prozac para a Depressão admin 8 11,255 09-03-2015 08:43 PM
Última Resposta: LEONARDO JIRO
  Israelenses fazem importante descoberta sobre a Depressão ASPIRINA 0 1,882 08-01-2014 05:25 PM
Última Resposta: ASPIRINA

Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Entre em Contato | Fórum Notícias Naturais | Voltar ao Topo | Voltar ao Conteúdo | Modo Leve (Arquivo) | Feeds RSS | Site Notícias Naturais | Loja Tudo Saudável
Publicidade:
Loja Tudo Saudável


Recomende o Fórum


Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas Site Notícias Naturais

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 52 usuários online.
» 0 Membros | 52 Visitantes

Estatísticas do Fórum
» Membros: 15,312
» Último Membro: evesshulzey9891
» Tópicos do Fórum: 2,916
» Respostas do Fórum: 16,312

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
Obesidade - CAUSAS??
Última Resposta Por: andremaria
Hoje 12:18 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 21
Banana: O Super-Remédio Natural
Última Resposta Por: jackscofild
19-06-2017 05:33 PM
» Respostas: 16
» Visualizações: 36175
Os 18 Benefícios do Alho para Saúde
Última Resposta Por: Raimundo
19-06-2017 04:12 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 248
10 fantásticos truques da maisena que você não conhecia
Última Resposta Por: Bruna T
16-06-2017 02:56 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 734
Os 10 melhores benefícios do chocolate amargo
Última Resposta Por: Bruna T
16-06-2017 02:54 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 198
8 conselhos que lhe ajudarão a superar a dor lombar de forma natural
Última Resposta Por: Bruna T
16-06-2017 02:52 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 114
7 alimentos que lhe permitem ajustar o nível de sódio para a sua saúde renal
Última Resposta Por: Bruna T
16-06-2017 02:50 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 83
Saiba quais são os benefícios do azeite de dendê e aprenda duas receitas
Última Resposta Por: Bruna T
15-06-2017 08:23 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 182
Óleo de palma, também chamado de azeite-de-dendê, tem diversas aplicações
Última Resposta Por: Bruna T
15-06-2017 08:22 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 75
Azeite Dendê: benéfico ou maléfico?
Última Resposta Por: Bruna T
15-06-2017 08:22 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 69
John Harvey Kellogg, o médico que enfrentou a indústria da carne
Última Resposta Por: Bruna T
13-06-2017 06:46 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 182
Granola Caseira - com mel e muito Amor
Última Resposta Por: Bruna T
13-06-2017 06:33 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 74
16 Benefícios do Gergelim – Para Que Serve e Propriedades
Última Resposta Por: Bruna T
13-06-2017 05:57 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 93
Dicas para Criar Tópicos Mais Atraentes
Última Resposta Por: Rodrigo de Lima Borges
12-06-2017 01:20 PM
» Respostas: 30
» Visualizações: 28905
A verdade sobre o Bacalhau: ele não é um peixe, mas vários
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 10:06 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 662
5 mitos e verdades sobre o ovo
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 09:56 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 213
7 hábitos que prejudicam a saúde da pele
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 09:49 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 181
6 alimentos para manter a saúde da pele e cabelos
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 09:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 129
Perimenopausa: tudo o que você precisa saber
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 05:11 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 120
Como a alimentação pode ajudar na Síndrome do Ovário Policístico
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 04:56 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 100
Docinho de manteiga de coco
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 04:47 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 76
Sal Rosa do Himalaia – Benefícios, Como Usar, Propriedades e Dicas
Última Resposta Por: Bruna T
05-06-2017 04:40 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 105
Medidor de níveis de glicose que não usa amostra de sangue
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 11:30 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 566
Benefícios da farinha de maracujá
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 11:20 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 203
Benefícios do chá de abacaxi
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 11:11 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 151
Alimentos ricos em vitamina B12
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 10:55 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 150
O que são fibras solúveis e insolúveis ?
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 10:48 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 119
Importância das fibras alimentares
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 10:42 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 75
A fibra pode te ajudar a perder gordura na barriga
Última Resposta Por: Bruna T
29-05-2017 10:24 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 96
Itália tem as Pessoas Mais Saudáveis do Planeta. Por que? Leia mais: http://www.noti
Última Resposta Por: Bruna T
28-05-2017 11:07 PM
» Respostas: 2
» Visualizações: 1362

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!