Óleo de Coco Extra Virgem pelo menor preço é na Tudo Saudável



Responder 
 
Avaliação do Tópico:
  • 2 Votos - 5 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
A Importância da Testosterona
20-03-2015, 02:27 AM
Resposta: #1
A Importância da Testosterona
[Imagem: jeffry.jpg]


Notícias Naturais


A foto acima é do Médico norte americano, Dr. Jeffry Life, conhecido internacionalmente por ser não só um dos garotos propagandas das Clínicas Cenegenics nos Estados Unidos, bem como por atuar como médico de um dos 20 centros clínicos existentes. Jeffry, como todo médico que trabalha na especialidade do Anti-Aging, é paciente também do programa de combate aos efeitos do envelhecimento.

Nos Estados Unidos, a cada 1 milhão de homens com níveis baixos de testosterona, somente 100 mil estão em tratamento e somente 7% sabem que existe tratamento para esta diminuição através da modulação hormonal bio-idêntica, ajudando a melhorar sintomas de aumento de peso, ansiedade, fraqueza muscular, depressão e a tão temida e cada vez mais comum diminuição da libido.

O tema é realmente uma “novidade”, tão somente pela falta de conhecimento dos médicos sobre o assunto e consequentemente da população, na medida em que a informação não chega à mesma de fato. Uma pena, pois milhões de homens poderiam estar se beneficiando e ganhando saúde, qualidade e tempo de vida. Entretanto para a ciência do Anti-Aging Medicine, uma realidade e foi um dos temas mais apresentados neste último Congresso Mundial de Anti-Aging Medicine nos Estados Unidos. É consensual os benefícios da Modulação Hormonal Bio-idêntica. Para que inicialmente vocês leigos e médicos que me acompanham tenham ideia, é tão científico que especialistas da Universidade de Harvard já publicaram inclusive um livro sobre o tema. Aconselho a leitura a TODOS os homens.
O grande problema é que toda mulher tem um bio-marcador para sua queda hormonal, que é a cessação da menstruação. No caso masculino, já que não há este bio-marcador, homens têm sido equivocadamente medicados para única e exclusivamente tratar de seus sintomas, sem que seja identificada a causa real e tratada.

A dificuldade está relacionada também a velocidade com que a queda acontece, pois enquanto as mulheres têm uma queda abrupta de seus níveis hormonais sexuais em questão de meses ou poucos anos, os homens têm seu declínio iniciado em 10 a 15 anos antes da percepção laboratorial diagnosticada tradicionalmente, então são levados aí sim a ter que aceitar que são coisas normais da idade, que envelheceram e portanto devem aceitar que estão condenados a viver diversas alterações. E mais uma vez as pessoas ouvirão e serão obrigadas a acatar que tudo passa a ser “normal da idade…”

O início da queda hormonal masculina acontece já em média aos 30 anos de idade, onde é clinicamente evidente uma mudança nos níveis de testosterona. E aí está um detalhe extremamente importante: A testosterona, apesar de ser normalmente relacionada somente à parte sexual, na realidade exerce mais de 200 funções anabólicas e de reparo, sendo que apenas uma dessas funções diz respeito a apetite ou desempenho sexual, ou seja, mesmo que não haja sintomas perceptíveis em termos sexuais, é absolutamente fundamental que sejam medidos os níveis hormonais masculinos o quanto antes, para se monitorar declínios que ocorrerão e otimizar seu equilíbrio que é essencial ao homem. Lamentavelmente quando o homem sente que está realmente com alteração e diminuição do desempenho sexual, ele já está na evolução relativamente avançada de sua deficiência hormonal. Ou seja, aquilo que ele pensa que é o início de seu problema, na realidade é um dos últimos acontecimentos de toda evolução da diminuição de testosterona.

No momento em que cai a produção de testosterona, toda uma cascata de alterações metabólicas acontecem progressivamente:

-       Aumento da gordura corporal;
-       Diminuição do bem estar;
-       Diminuição do desempenho sexual;
-       Aumento na reação inflamatória corporal e o risco de doença vascular cardíaca (Infartos);
-       Declínio cognitivo (capacidade de raciocínio lógico, memória, etc…);
-       Aumento da predisposição à obesidade visceral (aquela gordura intra-abdominal que é altamente perigosa para risco de infarto);
-       Sarcopenia (diminuição da massa muscular);
-       Susceptibilidade à depressão;
-       Aumento da perda óssea;
-       Disfunção Erétil.

Na realidade, ao invés de termos isto associado a este único agente causal, a testosterona, na grande parte das pessoas a ideia é que “são coisas naturais do envelhecimento” e aí é que estas passam ao largo da janela de oportunidades de ter estes sintomas resolvidos através da modulação hormonal bio-idêntica e passarão o resto de suas vidas procurando drogas que possam suprimir os sintomas que mais estiverem atrapalhando suas vidas, sem resolver em nada a causa básica dos mesmos.

Atualmente vivemos uma era em que nosso corpo é literalmente bombardeado dia após dia com agrotóxicos, stress, poluição, alimentos industrializados, entre tantas outras coisas que não temos mais como evitar e fazem parte do estilo de vida moderno infelizmente. Por outro lado até o que nos nutre e poderia compensar estas toxinas, os alimentos naturais, não estão sendo suficientes devido ao intenso desgaste que o solo sofreu com o passar dos anos. Para que vocês tenham idéia, o último senso estatístico demonstrou que nos últimos 30 anos para hoje, houve uma redução de 50% na concentração de nutrientes das frutas e vegetais em geral. Isto quer dizer que mesmo que uma pessoa se alimente da melhor forma possível, mesmo assim haverá deficiência, uma triste realidade que era bem diferente nos tempos de nossos antepassados.

Resultado de tudo isto, as quedas hormonais atualmente estão iniciando cada vez mais cedo e junto com isto, as doenças também. Recebemos diariamente homens jovens e já com níveis de testosterona drasticamente diminuídos, com reflexos visíveis. Obviamente que existe também um fator genético que determina a característica metabólica individual de cada pessoa e que faz com que alguns indivíduos sejam mais privilegiados do que outros, alguns tenham maior facilidade de anabolizar músculos, queimar gorduras, ter maior vigor físico e disposição, mas mesmo esta questão hoje já é vista de uma forma diferente pela ciência da Anti-Aging Medicine. Ela entende que ninguém mais deve ser refém de sua genética, utilizando os avanços da medicina também para otimizar toda uma situação genética desprivilegiada de certas pessoas.

Exemplos temos diversos nos dois sexos. Estamos acostumados a ver nas academias aqueles homens e mulheres que se esforçam, são regrados, praticam exercícios físicos regulares e não têm capacidade de construir musculatura, ao passo que outros(as) têm muito mais facilidade. Pois a diferença entre eles existe metabolicamente e pode ser otimizada se o médico avaliar seu estado e seus exames sob a ótica moderna e, ao meu ver, indiscutivelmente correta. (já escrevi artigo sobre os exames sanguíneos no Blog)

Porque uma pessoa que nasceu com o “azar” de não ter uma visão perfeita pode ser tratada com lentes especiais ou cirurgias oftálmicas, e aquelas pessoas que têm dificuldade em emagrecer, construir músculos, baixa da libido e baixa disposição, não tem direito a melhorar esta situação só porque seus exames ainda não estão em níveis considerados como doença? Francamente, acredito que seria no mínimo injusto com as pessoas e um paradoxo enorme para a saúde.

Sabemos que estatisticamente a partir dos 30 anos (e hoje cada vez mais cedo isto se inicia), temos uma “perda” de cerca de 15% de nossos hormônios a cada década. Mas a particularidade no declínio hormonal masculino é que, ao passo que a Testosterona tem declínio, há concomitantemente um aumento de uma enzima chamada Aromatase que faz com que parte ainda desta testosterona diminuída se transforme em Estrogênio, hormônio abundantemente feminino e altamente proliferativo. As consequências deste desequilíbrio no homem são realmente indesejáveis para não dizermos desastrosos e por menos que hajam sintomas, há necessidade em se detectar.

É claro que as quedas guardam individualidades que dependerão de fatores genéticos e epigenéticos de cada pessoa, portanto é fundamental que sejam feitos exames específicos e que, mais do que isto, o médico que analise tenha um entendimento otimizado dos resultados para determinar a necessidade ou não e como realizar esta suplementação, sem que hajam riscos pela falta de conhecimento profissional.

Há ainda um tema que é novo e infelizmente ainda irá levar tempo para que o paradigma seja exposto aos médicos e consequentemente à população. O câncer de próstata que sempre foi relacionado à testosterona, mesmo que paradoxalmente se apresente quase sempre na terceira idade, quando o homem já teve uma diminuição absoluta de seus níveis corporais, hoje tem já comprovação científica de que está associado à níveis baixos de testosterona e altos de estrogênios nos homens. É mais do que óbvio realmente, pois qual o motivo pelo qual o jovem que tem seus níveis altíssimos de testosterona não sofrerem de alterações prostáticas, ao passo que o idoso já com níveis extremamente baixos é que sejam normalmente afetados?

Bom, mas mais do que toda explicação que eu poderia dar a vocês aqui (seria longa) e me refiro agora principalmente aos médicos, colocarei abaixo “de graça e mastigadinho” para que não tenham dúvidas, conclusões de alguns das dezenas de atuais e importantes estudos científicos, iniciando pelos 2 estudos em que Dr. Morgentaler, professor da Universidade de Harvard chamou a atenção da comunidade médica científica para as falhas dos estudos antigos sobre o assunto, demonstrando que a conclusão de que testosterona gera o câncer de próstata havia sido baseada em um total de 1 (um) paciente. É isto mesmo, você leu corretamente, o estudo do Dr. Charles Brenton Huggins que criou todo este paradigma de que testosterona causa câncer de próstata no passa foi baseado em experiências com animais (cães) e posteriormente com 1 só paciente já com câncer de próstata metastático e sem evidência clínica nenhuma para os padrões exigidos na atualidade:
          “Morgentaler, A; Bruning, Co III; Dewolf, WC. 1996. Incidence of occult prostate câncer among men with low total or free sérum testosterone. Journal of the American Medical Association 276; 1904-6”
          “Rhoden, EL; Morgentaler, A. 2004. Risks of testosterone-replacement therapy and recomendations for monitoring. New England Hournal of Medicine 350:482-92”
           NÃO EXISTE ATÉ O MOMENTO DADOS QUE DEMONSTREM QUE A TERAPIA DE REPOSIÇÃO DE TESTOSTERONA OU NÍEIS SÉRICOS ENDÓGENOS DE TESTOSTERONA MAIS ELEVADOS TENHAM INFLUÊNCIA NA ETIOLOGIA DO CÂNCER DE PRÓSTATA    (“Marks,LS; Mazer, NA; et al. 2006. Effect of testosterone replacement therapy on prostate tissue in men with late-onset hypogonadism; A randomized controlled trial. Journal of the American Association   296:2351-61”)
          FORAM ACOMPANHADOS 3 MIL HOMENS COM CÂNCER DE PRÓSTATA E MAIS DE 6 MIL SEM E NÀO SE ENCONTROU NENHUMA RELAÇÃO ENTRE O CÂNCER DE PRÓSTATA E OS HORMÔNIOS ESTUDADOS QUE INCLUIAM TESTOSTERONA TOTAL, TESTOSTERONA LIVRE E OUTROS ANDRÓGENOS. (“Roddam, AW et al. 2008. Endogenous sex hormones and prostate câncer: A collaborative analysis of 18 prospective studies. Journal od National Cancer Institute 100:170-83”)
          UM ESTUDO RECENTEMENTE PUBLICADO PELO GRUPO DA CLEVELAND CLINIC MOSTROU QUE TUMORES DE PRÓSTATA DE ALTO GRAU (ESCORE DE GLEASON 4 E 5) ERAM 2,4 VEZES MAIS FREQUENTEMENTE OBSERVADOS EM HOMENS COM NÍVEIS MAIS BAIXOS DE TESTOSTERONA. (“Lane, BR et Al. Low testosterone and risk of biochemical recurrence and poorly differentiated prostate câncer at radical prostatectomy. Urology 2008;72:1240-5”)
          BAIXOS NÍVEIS DE TESTOSTERONA E AUMENTO DA MORTALIDADE. (“Shores, MM. Et al.2006. Low sérum testosterone and mortality in male veterans. Archives of internal medicine 166:1660-65. & Shores, MM. Et al. 2004. Low testosterone is associated with decreased function and increased mortality risk: A preliminar study of men geriatric rehabilition unit. Journal of the American Geriatric Society 52:2077-81”)
Resumindo outras dezenas de estudos que poderia estar aqui citando a vocês nas palavras do Dr. Morgentaler, importante professor da Universidade de Harvard:

          1)  Baixo nível de testosterona não protege contra câncer de próstata, na verdade pode aumentar! 
          2)  Alto nível de testosterona não aumenta risco de câncer de próstata!
          3)  Tratamento com testosterona não aumenta o risco do câncer de próstata, mesmo entre homens que já têm alto risco para isso (PIN- Prostate Intraepithelial Neoplasia)
          4)  Pacientes que têm câncer de próstata metastático e em que foram administrados terapia para baixar nível de testosterona (agonistas LHRH e/ou estrogênio) iniciando tratamento com testosterona pode aumentar o risco.

Costumo dizer que têm sorte aqueles que sentem as mudanças, pois saberão que devem buscar ajuda e não aguardarão a doença chegar.

Bem amigos, sinto muito somente que frente a todas estas evidências consagradas no mundo científico, mesmo assim a imensa maioria dos médicos ainda serão cegos e não aceitarão por puro desconhecimento. A mesma alegação completamente obsoleta e “manjada” continua sendo dita infelizmente e fazendo com que a população tenha medo de hormônios, pois “hormônios dão câncer”. Ora, esta é uma frase que deveria ser dita há 50 anos atrás e ainda tem gente que continua acreditando nisto! Inaceitável ouvir isto de médicos, que têm a obrigação de pelo menos estarem atualizados sobre o assunto que opinam, pois a opinião de um único médico pode prejudicar famílias inteiras! Sei que virão pela frente ainda reportagens em revistas, televisão e meios de comunicação questionando estas terapias e vocês podem escrever e ter certeza de que algum médico com conhecimento obsoleto dirá: existem riscos de câncer”, mesmo com trabalhos científicos atuais comprovando o contrário. Gostaria só de lembrar que existem diversos critérios a serem seguidos e obviamente existem especialistas para orientar todo e qualquer tipo de tratamento médico, então é fundamental que vocês nunca busquem tratamentos por si só. Abaixo o link de uma entrevista com o próprio Dr. Morgentaler sobre o tema, quando em visita ao Brasil para proferir uma aula magistral no Congresso Latino-Americano de Anti-Aging Medicine, do qual participei e presidi a mesa de uma das aulas de outra unanimidade na área hormonal: Dr. Thierry Hertoghe. Link:

[embed]http://www.youtube.com/watch?v=cGb0JEN9kJs[/embed]

Aconselho a seguir o link da reportagem que “O Globo” realizou sobre  o tema e que leiam ao final da reportagem, exatamente o que escrevi a respeito do desconhecimento profundo por parte de médicos que continuam a não buscar estudar estes tantos artigos cientíificos que comprovam toda linha de tratamento da modulação hormonal:
http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/0...onios.html

Fonte:
Dr. Victor Sorrentino - A Importância da Testosterona

Sua Fonte Natural de Informação
[Imagem: bannerForum.jpg]

Visitar o website do usuário Encontrar todas as respostas deste usuário
Adiciona agradecimento Citar esta mensagem em uma resposta
[-] O(s) seguinte(s) 3 usuários diz(em) obrigado a admin pelo seu post:
Mediador (20-03-2015), moonwatcher (22-03-2015), Rox Extreme (27-03-2015)
Produtos de Higiene naturais você encontra na Tudo Saudável
Responder 


Ir ao Fórum:


Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes
Tópicos relacionados...

Entre em Contato | Fórum Notícias Naturais | Voltar ao Topo | Voltar ao Conteúdo | Modo Leve (Arquivo) | Feeds RSS | Site Notícias Naturais | Loja Tudo Saudável
Publicidade:
Loja Tudo Saudável


Recomende o Fórum


Dossiê Vacina HPV
Registro de Efeitos Adversos das Vacinas Site Notícias Naturais

Pesquisar

(Pesquisa Avançada)

Olá, Visitante
Olá Visitante!
Para participar do fórum, é necessário se Registrar.



  

Senha
  





Usuários Online
Existem no momento 66 usuários online.
» 0 Membros | 66 Visitantes

Estatísticas do Fórum
» Membros: 25,706
» Último Membro: ywafoq
» Tópicos do Fórum: 3,535
» Respostas do Fórum: 17,031

Estatísticas Completas

Tópicos Recentes
[BIBLIOTECA NATURAL] Sugestões
Última Resposta Por: Daniel Souzz
Hoje 05:12 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 2477
Curcumina Ataca Formas Agressivas de Câncer, Deixando as Células Saudáveis Intactas
Última Resposta Por: Jahaisa
Hoje 02:22 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 233
Adjuvantes Encontrados em Vacinas Levaram a um Aumento da Doença Autoimune
Última Resposta Por: Jahaisa
Ontem 07:25 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 233
Conservante Nitrito de Sódio de Carne Processada Provoca Câncer de Mama
Última Resposta Por: Jahaisa
21-10-2018 05:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 425
Entendendo a fitoterapia chinesa
Última Resposta Por: Bruna T
20-10-2018 11:29 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 488
Proteína de planta brasileira orelha-de-macaco inibe progressão do câncer
Última Resposta Por: Bruna T
20-10-2018 11:13 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 192
Planta chinesa Yan Hu Suo cura dores agudas
Última Resposta Por: Bruna T
20-10-2018 11:03 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 100
Folhas de Graviola Demonstram ser um Remédio Natural Eficaz contra o Câncer de Mama
Última Resposta Por: Jahaisa
20-10-2018 06:31 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 178
Descubra a Verdade Escondida sobre Suas Obturações
Última Resposta Por: Jahaisa
19-10-2018 07:29 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 466
Assuma o Controle da sua Ansiedade com Estes Remédios Naturais Comprovados
Última Resposta Por: Jahaisa
18-10-2018 03:11 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 585
Pesquisas Indicam que a Cúrcuma Pode Mitigar o Crescimento da Superbactéria MRSA
Última Resposta Por: Jahaisa
17-10-2018 06:55 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 380
[Estudo] Coentro Demonstra ser um Potencial Remédio Natural para Diabetes
Última Resposta Por: Alan Costa
17-10-2018 12:14 AM
» Respostas: 1
» Visualizações: 1071
Moringa é o Melhor Multivitamínico da Natureza
Última Resposta Por: Jahaisa
16-10-2018 01:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 458
Conheça os benefícios da urtiga para a saúde
Última Resposta Por: Bruna T
15-10-2018 11:41 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 503
3 Remédios caseiros para sinusite
Última Resposta Por: Bruna T
15-10-2018 11:25 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 270
Como Acalmar a Síndrome do Intestino Irritável sem Medicamentos Prescritos
Última Resposta Por: Byll
15-10-2018 04:08 PM
» Respostas: 1
» Visualizações: 1017
[Estudo] Ser Deficiente em Magnésio Aumenta o Risco de Câncer Pancreático em 76%
Última Resposta Por: Jahaisa
14-10-2018 04:50 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 489
Chlorella: O Superalimento Mais Saudável do Planeta?
Última Resposta Por: Jahaisa
13-10-2018 06:09 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 690
Alcachofra: para que serve, porquê faz bem e como cozinhar
Última Resposta Por: Bruna T
13-10-2018 01:14 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 625
Cientistas Analisam o Ácido Anacárdio Como Tratamento para o Câncer de Pâncreas
Última Resposta Por: Jahaisa
12-10-2018 04:50 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 511
Altas Doses de Vitamina C Matam Agressivamente as Células Cancerígenas
Última Resposta Por: Jahaisa
11-10-2018 08:31 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 577
Estudo Sugere uma Ligação Direta entre Tempo de Tela e TDAH em Adolescentes
Última Resposta Por: Jahaisa
10-10-2018 03:40 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 649
Como a Vitamina D Auxilia a Saúde Cerebral e Reduz o Risco de Depressão
Última Resposta Por: Jahaisa
09-10-2018 01:39 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 596
Melão: benefícios, propriedades, para que serve e como comer
Última Resposta Por: Bruna T
09-10-2018 12:24 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 521
Os Benefícios da Nectarina para a Saúde
Última Resposta Por: Bruna T
09-10-2018 12:11 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 273
Óleo de Coco vs. Óleo de Gergelim: Qual é o Melhor para o Oil Pulling?
Última Resposta Por: Jahaisa
08-10-2018 04:42 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 258
Por que NÃO há Medicamentos Prescritos sem Efeitos Colaterais Terríveis?
Última Resposta Por: Jahaisa
07-10-2018 06:31 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 467
Termoterapia: entenda como funciona a técnica
Última Resposta Por: Bruna T
07-10-2018 12:19 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 474
Conheça 5 calmantes naturais para sair do estresse e desequilíbrio emocional
Última Resposta Por: Bruna T
07-10-2018 12:07 AM
» Respostas: 0
» Visualizações: 235
Todos os Produtos Farmacêuticos são Projetados para o Controle Populacional?
Última Resposta Por: Jahaisa
06-10-2018 08:52 PM
» Respostas: 0
» Visualizações: 238

Lista completa de tópicos

Divulgue o fórum em seu site!